Seguidores

sábado, agosto 03, 2013

Guarda Civil de Piracicaba

Vídeos de algumas das ocorrências de Tráfico de drogas em Piracicaba atendidas pela Guarda Civil Municipal.

video
video
video
video
video
video
video

Fonte: Piracicaba em alerta

quarta-feira, julho 10, 2013

Protestos do Pula Catraca em Piracicaba foi tranquilo



Manifestantes do Pula Catraca de Piracicaba SP, foram para as ruas no dia 04/07 e se concentraram defronte ao terminal Central de Integração.  (aproximadamente 200 manifestantes)
inicio da concentração de manifestantes
O Pelotão de Choque da Guarda Civil Municipal de Piracicaba SP, ficou a postos defronte ao Terminal Central de Integração, bem diferente do ultimo ato do Pula-Catraca que acabou em confronto com os Guardas Civis. O Pelotão só entrou em formação quando os manifestantes retornaram defronte ao terminal após passeata por várias ruas da cidade. Não ouve qualquer confronto ou atos de vandalismo.
Ação em ultimo caso

Viaturas de Apoio
A Guarda Civil mantém o pelotão sempre em alerta e poderão ser convocados a qualquer momento  quando da necessidade do pelotão na intervenção ou mesmo na proteção de bens públicos contra atos de vandalismo.


Fonte: Seção Operacional

ROMU de São Caetano do Sul recebe treinamento da ROTA



Rondas Ostensiva Municipal (Romu) de São Caetano do Sul recebe treinamentos da “Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar” (Rota).


A Guarda Civil Municipal de São Caetano do Sul foi honrada nesta brilhante parceria com a Polícia Militar, ao promover um estágio ministrado por integrantes da “Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar” (ROTA) direcionado aos 60 integrantes da “Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) com o objetivo de aperfeiçoar as táticas de policiamento.

quarta-feira, junho 26, 2013

Protestos em Piracicaba – confronto entre GCM e Manifestantes




PELOTÃO DE CHOQUE GCM
Na quinta feira dia 20/06, manifestantes intitulados de pula-catraca fizeram manifestação pelas ruas da cidade pela alta nas passagens do transporte coletivo, e durante a passeata, quebraram os vidros de um posto da Guarda Civil no mirante e atiraram pedras em uma viatura do Pelotão Rural quebrando o pára-brisa.

Os manifestantes foram até a câmara de vereadores e encontraram o Pelotão de Choque da GCM postado defronte aquele próprio municipal. Algum manifestante descontente e provavelmente não pertencentes diretamente ao movimento, atirou pedras, garrafas e bombas caseiras contra os GCM´s, que não revidaram em nenhum momento.
Pelotão a Postos
Os manifestantes, cerca de 12.600 pessoas foram até o terminal central de integração e queriam a qualquer custo invadir o terminal. 

Foi feito diálogo com os responsáveis do movimento e foram irredutíveis em cancelar a invasão e ato contínuo, os manifestantes começaram a atirar pedras contra o Pelotão de Choque que estava postado na entrada do Terminal. Diante dos acontecimentos anteriores, e tendo a certeza que o patrimônio – Terminal Central – também seria alvo de vandalismo além da agressão injusta por parte daqueles manifestantes, a tropa entrou em ação para reprimir a injusta agressão, lançando bombas de efeito moral, gás pimenta e munições de borracha, fazendo com que fossem afastados.

Muitos dos manifestantes resolveram então danificar ônibus, gradis e arrombar lojas, saquear lojas, causando grande tumulto nas ruas centrais da cidade. A Guarda Civil conseguiu apreender três adolescentes, que estavam com produtos furtados de uma das lojas além de pedras que carregavam em seus bolsos e mais tarde outros foram detidos pela Policia Militar.
Pelotão reforçado
Nesta terça feira 25/06, novamente os mesmos manifestantes voltaram as ruas, e novamente houve atos de vandalismos pichações, danos em ônibus, em um banco com a quebra dos vidro, saques em um caminhão frigorífico, vandalismo na estação rodoviária, e vidros quebrados no Teatro Municipal. Tudo começou quando a tropa de choque da Policia Militar entrou em ação na avenida principal da cidade, com bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e balas de borracha. 

A Guarda Civil com seu pelotão de Choque ficou defronte a entrada do Terminal Central e câmara municipal onde conseguiu evitar a invasão e ou danos.

A ação da Guarda Civil Municipal foi legitima e elogiada por muitas pessoas e na mídia em geral. Parabéns a todos os GCM´s.


Fonte: Seção Operacional GCM
Fotos: GCM

sexta-feira, junho 21, 2013

Terminal é palco de confronto entre manifestantes e GMs em Piracicaba



20/06/2013 20h07 - Atualizado em 20/06/2013 21h05
Protesto contra reajuste da passagem de ônibus chegou ao TCI às 19h30.
Farmacêutico de 20 anos foi ferido na perna com tiro de bala de borracha.
Do G1 Piracicaba e Região
10 comentários


Guardas revidaram com armas de gás e balas de borracha (Foto: Mauricio Gil/colaboração para o G1)
A manifestação contra o reajuste da tarifa do transporte coletivo em Piracicaba (SP) chegou por volta das 19h30 desta quinta-feira (20) ao Terminal Central de Integração (TCI), onde houve confronto entre os participantes do ato público e a Guarda Municipal. Três ônibus estacionados na Avenida Armando de Salles Oliveira, no Centro, foram depredados. Comércios localizados no entorno também foram alvos de vandalismo. Uma loja de calçados que fica na esquina das ruas Rangel Pestana e Benjamin Constant foi saqueada.


Na frente do terminal, guardas revidaram
(Foto: Mauricio Gil/colaboração para o G1)
Na frente do TCI, os manifestantes atiraram pedras e lixo contra os guardas municipais que faziam um cordão de isolamento para proibir a ocupação do terminal. Os guardas revidaram com gás lacrimogêneo, bombas de efeito moral e balas de borracha. Um farmacêutico de 20 anos foi ferido na perna e um rapaz de 17 anos na cabeça com tiros de bala de borracha. Por volta das 20h20, policiais militares da Força Tática e da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) entraram na ação. Também houve enfrentamento entre manifestantes e PMs na Rua Rangel Pestana.

Em meio ao confronto entre PM e integrantes do protesto, um outro grupo se aproximou dos GMs que ainda estavam em frente ao TCI e pediu desculpa por conta da ação de vândalos. Às 20h50, a Guarda Municipal informou que quatro agentes ficaram feridos durante a ação em frente ao Terminal Central de Integração. Uma base da corporação que fica no Parque do Engenho Central também teria sido depredada, de acordo com a informação oficial.


FONTE: G1 Piracicaba e Região